Bahia,  Imbassaí e Praia do Forte

Imbassaí e Praia do Forte

Viagem em Maio/2019

1 dia

Descemos no aeroporto de Salvador.

Já tínhamos alugado o carro pela Foco através da Rent Cars previamente. Com isso subimos para o andar da praça de Alimentação para aguardar a van da empresa (cujo pátio fica fora do aeroporto), entramos em contato com o tel informado na reserva e a Van veio nos buscar no aeroporto e nos levou até a locadora. Pegamos o veículo e seguimos direto para Imbassaí onde ficamos hospedados.

A Pousada Jasmim dos Poetas é linda! Já na entrada do quarto tem um quadrinho de boas vindas com o nome dos hóspedes, faz toda a diferença né? O quarto é espaçoso, com ar condicionado split inverter, muito silencioso, varanda interna e externa, esta com rede. O chuveiro, elétrico, é muito bom. O que mais nos chamou atenção foi a quantidade de tomadas no quarto! Hoje em dia isso é essencial!

Fizemos o Check in e fomos para a praia. Há duas formas de chegar lá: de jangada ou cruzando a ponte e seguindo pela trilha calçada beirando o Rio (poucos metros). Fomos pela trilha e chegando lá vimos uma paisagem diferente da que lembrávamos, 10 anos atrás… antigamente as barraquinhas ficavam ao longo da faixa de areia com as cadeiras dentro da água do rio, mas hoje em dia elas ficam ao longo da praia apenas é o banco de areia fica livre. A mudança desagradou algumas pessoas, pois comer sentado em barracas com as cadeiras dentro do Rio era uma experiência única.

De todo modo, a paisagem do Rio com os coqueiros é incrível! Daquelas de tirar o fôlego! A maré estava bem baixa no Rio e a água quentinha! Um final de tarde sensacional com um por do sol incrível (ele se põe atrás dos coqueiros.

Na volta para o hotel decidimos jantar logo pois estávamos muito cansados e paramos na Pizzaria Underground. A pizza é muito boa! Massa fina, bem servida e com preços muito bons! Mas atenção, lá vc come a pizza no papel… não tem prato.

2 dia

O café da manhã da pousada é muito bom!!! Simples mas muito bem servido! Com cuscuz, ovo, creme de abacate, banana da terra frita além de todos os itens normais de café da manhã! O suco de laranja também é fresquinho! Elas fazem uma coisa tipica diferente da região toda manhã!

Fomos conhecer a Praia de Santo Antônio, fica um pouco acima de Imbassai e ao sul de Costa do Sauípe. Para chegar na praia tem uma estrada de terra bem tranquila! Choveu muito na noite de ontem e mesmo assim a estrada estava ótima!

Ao chegar no distrito tem dois lugares que dá para estacionar sem pagar. Mas se vc preferir ficar bem perto da subida da duna, tem um estacionamento com chuveiro que custa R$10,00 por carro, vale a pena!

A praia é linda demais! Com bastante ondas, mas como é rasa, suas ondas são pequenas dando para entrar tranquilamente. A água quentinha como só o Nordeste sabe ter! A vista de tirar o fôlego, com o mar é os coqueiros!

Ficamos na barraca Brisa Mar e gostamos muito do atendimento! Eles têm disponível mesa e cadeira com guarda sol e se vc pedir, eles trazem uma espreguiçadeira. A comida tb foi boa, só não gostamos tanto da isca de peixe, mas mesmo assim estava fresquinha…

Saímos já no por do sol e fomos para Praia do Forte. Lá andamos por toda a vila que está muito diferente do que conhecemos há 10 anos! Cresceu muito o centro e está lembrando muito a Rua das Pedras de Buzios.

Jantamos no restaurante Brasil Grelhados que, em breve, irá se chamar Projeto Tomar. Super recomendamos! Comida gostosa e com um preço bem acessível!

3 dia

Resolvemos conhecer um resort e fazer o Day Use. Escolhemos o Costa do Sauípe pois era perto e estava mais em conta que os outros, apesar de não ser barato… Pagamos R$ 240 por pessoa em regime de All Inclusive.

Foi uma boa experiência, mas não sensacional… achamos que o resort poderia ceder toalhas e lockers para os visitantes de Day use, o que não ocorreu. Mas sabem aquelas experiências que queríamos ter?

O resort é lindo. Passeamos por vários complexos dele. Percebemos que a Ala Água é a mais cheia, acredito que a maioria dos hóspedes sejam direcionadas para lá, assim como as pessoas que pagam pelo day use….

O almoço estava gostoso mas não tem nada especial. As sobremesas que deixaram um pouco a desejar. No quesito lanches, eram servidos na área da piscina e estava tudo muito gostoso.

Andamos pela orla e vale super a pena uma parada na praia tanto à tarde quanto no por do sol. A parte que tem entre a ala Água e o Costa do Sauípe Premium é mais tranquila, mas apenas se a maré estiver baixa. Pode parecer clichê, mas as cores do céu no por do sol são espetaculares!

Passamos na Ala Náutica, mas foi perda de tempo. Atividades todas cobradas à parte e o lago não é tão grande como parece quando se olha o mapa turístico.

Depois das 18 h os hóspedes de Day Use não tem mais direito ao complexo e nem a alimentação, mas ainda é possível ir para a Vila Nova da Praia, um conjuntinho de lojas e pequenos restaurantes dentro da Costa do Sauípe. Assistimos a um show ao vivo no coreto sensacional! A cantora muito top! Valeu o passeio apesar de estar tudo muito vazio pela baixa temporada, e por ser segunda feira.

4 dia

Fomos para Praia do Forte. Estacionamos o carro em um estacionamento “gratuito” bem perto da vila. Basta ajustar o GPS para a Rua Aurora (tem “flanelinha”). Basta descer a rua do estacionamento e virar à esquerda, no fim dessa rua já se está na vila.

Estacionamento

Logo na saída, perto da loja da Billabong, conhecemos Fábio, que faz chapéus personalizados, em frente ao Restaurante Espaço Forte. Se chama Chapéus Irapuan, se clicar no nome dele aqui vai direto pra página dele no Intagram.

Logo em seguida vimos um rapaz com uma Bicitaxi (uma bicicleta com 4 lugares). Ele nos levou até a Praia do Lord, custou R$ 20,00 (ida apenas, a volta é mais R$ 20,00).

Chegando à Praia do Lord, como a maré estava alta (já tínhamos consultado a tábua das marés) era uma praia comum, pois é na maré baixa que se formam ali as piscinas naturais. Mesmo com a maré alta amamos ficar algum tempo por ali! Água quente, com ondas pequenas. A barraca com duas cadeiras custou R$ 20,00. Os preços do refri e água estavam normais, sem “facada”.

Na saída resolvemos voltar à vila pela praia, mesmo com a maré alta. Foi bem tranquilo! A caminhada da Praia do Lord até a Praia do Chapéu durou cerca de 10 min (aproximadamente 600mts na areia).

Se a maré estiver baixa, basta contornar o muro do Projeto TAMAR e vc já sai na altura da Igreja da Vila. Se a maré estiver alta, um pouco antes do TAMAR, depois das pousadas, tem um corredor de servidão de passagem com placa, você entra pelo corredor e sai em uma rua, só seguir a rua à esquerda e entrar nos fundos do projeto TAMAR que já estará na vila. Super tranquilo o caminho! Só fiquem atentos porque esse corredor é fechado à noite, a cadeado.

Fomos almoçar no restaurante Donana bem perto do TAMAR. O preço era bom (pagamos prato executivo pois era terça feira), comida gostosa e servida na medida certa. Gostamos muito!

Em seguida fomos visitar o Projeto TAMAR. Estivemos lá 10 anos atrás e melhorou demais daquela época para agora! Custou R$ 34,00 o ingresso do TAMAR + Baleia Jubarte. Se vc quiser visitar só o TAMAR custa R$26,00. Militares não pagam e Estudantes e professores pagam meia.

Lá dentro você pode visitar todos os tanques, mas passar a mão apenas nas Arraias do tanque. Tem também visitas guiadas que saem em horário programado. E horário de alimentação dos animais. Vale muito a pena a visita! Nos já conhecíamos e mesmo assim amamos! Teve até um ultrassom no tubarão fêmea para ver se ela estava com filhotes, mas infelizmente não estava…

Saindo de lá, vimos que a maré estava baixa, então fomos aproveitar um pouco as piscinas que se formaram na praia do Chapeu e as de frente do TAMAR.

No final do dia queríamos comer tapioca, mas descobrimos que a Casa da Farinha (tapioca mais famosa de Praia do Forte) estava fechada… ela não abre às terças feiras. Então fomos comer na pizzaria 7 pizzas… a pizza estava ok, nada tão maravilhoso e achamos o preço um pouco salgado.

Na saída, tomamos sorvete na sorveteria 60 sabores, no próprio calçadão, estava bem gostoso.

5 dia

Depois do café saímos direto da pousada para Itacimirim, que fica 5 km ao sul de Praia do Forte. A dona da pousada nos indicou a Barraca Le Poretton. Boa, mas com preços um pouco salgados! Tem estacionamento gratuito para clientes e ducha, além de guarda sol e cadeira na praia. Não é cobrada consumação mínima, nem qualquer valor pelo guarda sol e cadeiras.

A praia é uma delicia! Mesmo com a maré subindo não tem quase nenhuma onda…. e na maré baixa formam-se ali piscinas naturais. Não vimos aluguel de snorkel por lá, não sei se devido à maré já estar alta e/ou à baixa temporada.

Saímos de lá e fomos no Projeto Baleia Jubarte. A exposição é pequena, tem um anfiteatro com  curta metragens passando, mas nada extraordinário.

Quando saímos de lá, voltamos ao Projeto Tamar, que conhecemos no dia anterior. O casal de nativos Marcelo e Carol – extremamente simpáticos – nos falaram da apresentação Submarino Amarelo, então fomos ver. Nós amamos! É paga à parte, R$12,00 por pessoa e tem quantidade limitada de entradas e horários fixos. A exposição fala de animais do fundo marinho capturados por rede de arrasto e levados para o Tamar para serem estudados. Lá eles mantêm esses animais em uma câmara escura e com temperatura de 12 a 14 graus. Alguns animais não sobreviveram à pressão baixa da superfície, foram preservados em formol e fazem parte da exposição.

Saindo do submarino estava tendo alimentação dos tubarões e os visitantes podiam passar a mao neles!

Depois fomos para a praça comer tapioca na Casa da Farinha, que fica bem em frente ao coreto e é super bem recomendada. A tapioca de lá é uma delicia! Vale super a pena, mas atenção! Lá não abre às terças feiras, então se programe para ir um outro dia.

6 Dia

Saímos cedo e fomos direto para o Castelo Garcia D’Ávila que fica no caminho de Imbassaí para Salvador. A visita é rápida, não tem muita coisa para ver, apenas ruínas, mas eu acho bem legal. Tem também uma visita guiada, mas achamos caro (80,00 por pessoa -2019) e não teríamos tempo pois nosso catamarã estava marcado para irmos para Morro de São Paulo.

Pousada Jasmim dos Poetas
Alameda dos Cajueiros, s/n, Mata de São João
Tel: (71) 3677-1146
Confira disponibilidade aqui

Links para a próxima viagem

Skyscanner – Compra de passagens mais baratas
Skyscanner – Aluguel de Carro 
Booking – Reserva de hotel
Seguros Promo  – Seguro Viagem
Viaje Conectado – Chip de cel (internacional): 10% de desconto (cupom:viagemconsciente)
Rentcars.com – Aluguel de carro

12 Comments

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *