América do Norte,  Estados Unidos,  São Francisco

São Francisco

Viagem em 2018

Roteiro

1 dia – Ghirardelli, Virada do Bondinho (Hyde com Beach street), Píer, Museé Méchanique, Bouldin Bakery (comer a sopa no pão).

2 dia – Palace Of Fine Arts (não conseguimos ir mas vale muito a pena), Basically Free Bike Rentals (se comprar o Go City aluga direto em outro lugar), Mirante da Golden Gate, Salsalito, Hamburguer Salsalito, Sports Basement.

3 dia – Lombard Street, Fisherman1s Wharf, Píer 39, Aquarium of the Bay, Market Place, Distrito Financeiro, Bondinho Hyde.

4 dia – Esploratorium, Passeio Barco, Parque Histórico Nacional Marítimo, Bondinho Hyde, Painted Ladies.

Stories de São Francisco no Instagram

Quando fomos, compramos o SF City Pass que incluía o bondinho, mas hoje em dia não vale tanto a pena, agora tem o Go City (Pegar o de São Francisco) que tem muito mais opções de atrações, inclusive bike para passear na Golden Gate e eu acho que vale muito mais a pena.

1 Dia

Chegamos em São Francisco por volta das 15:00. O trânsito da cidade é bem complicado… muito carro na rua, cruzamentos, etc. Chegamos no Hotel tranquilos e estacionamos o carro (somente para tirar as coisas do carro porque ficamos sem carro em SF e o hotel não tem estacionamento).

Foto da Internet

Fechamos o Hotel San Remo (2237 Mason St) pois foi uma opção um pouco mais “barata” (considerando a hospedagem daqui – pagamos $125 a diária!). O hotel tem banheiro compartilhado. O quarto é bem pequeno. Só cabe uma cama de casal, um armário e duas mesinhas de cabeceira. Mas o quarto é bem funcional, apesar de pequeno dá tudo tranquilo. Tem bastante tomada no quarto e ele é bem iluminado, tem dois travesseiros para cada um.

O banheiro compartilhado tb é bem organizado, o vaso sanitário (bem limpo e com sacola para absorvente e papel para forrar o assento) é separado do chuveiro (para um hóspede não ficar no banheiro muito tempo) e o chuveiro tem tipo uma antessala com cadeira para se vestir e não molhar a roupa, além de uma folha de papel para forrar o chão depois que toma banho e amenidades (shampoo, condicionador e sabonete líquido).

Do lado de fora tem a pia com espelho e tomada (secador de cabelo na recepção), ao lado dessa pia, tem varias amenidades (sabonete, álcool gel, hidratante, cotonete, algodão, enxaguante bucal, lencinho para remover maquiagem, pente e toalhas de mão limpas). Toalhas de banho novas e quentinhas antes da entrada dos banheiros.

O hotel também dispõe de Wi-Fi, água fria e quente e chá para os hóspedes. Tem também uma parte com máquinas de vendas que ainda não fui ver. Considerando que o prédio data de 1906 ele é bem organizado e movimentado! 

Saímos para devolver o carro (alugamos pela Hertz), a devolução é feita em um shopping. Você estaciona o carro na garagem do shopping e devolve a chave na loja que fica no térreo.

De lá saímos para passear no Fisherman’s Wharf. Andamos até chegar na Ghirardelli. São varias lojas da Ghirardelli nesse shopping, fomos na que fica na lateral esquerda onde também tem a fábrica. Tem uma fila na entrada para comprar o Sunday, mas da para entrar pela loja, caso você não queira o sorvete, pelo segundo andar.

Nós comemos o World Famous Hot Fudge Sunday e ele é maravilhoso! Virou minha sobremesa predileta! Depois andamos pela loja e vimos como é fabricado o chocolate, tem também umas meninas que fazem as casquinhas do sorvete e da pra você assistir. A loja na frente tem a venda vários chocolates, blusas, urso de pelúcia e bolsa térmica. Depois passeamos pelo shopping e fomos para a Fisherman’s Wharf novamente.

No “calçadão” da Fisherman’s Wharf tem uma arquibancada onde várias pessoas ficam sentadas, lá também tem uma pequena “praia” onde tem gente que fica tomando banho e nadando na água. Mas venta muito! Um vento bem frio! E olha que estamos no verão ainda!! Dali fomos ver a tradicional virada do Bondinho, na esquina da Hyde com a Beach Street.

Seguimos depois para andar no Píer… tem vários tipos de lojas e restaurantes! Muita loja de lembrancinhas! Mais à frente, no mercado de peixes, vimos várias pessoas comendo a tradicional sopa no bowl de pão, fiquei triste pq eu sou alérgica a frutos do mar, então não poderia comer.

No fim desse mercado, encontramos um pequeno museu chamado Musée Méchanique onde haviam varias máquinas de diversão antigas, tinha máquinas anteriores a fliperamas, bem antigas mesmo! Algumas um pouco mais novas também…

Seguindo mais um pouco a rua achamos a Bouldin Bakery e consegui comer a sopa de Tomate no pão!! Estava maravilhosa!! Amei!!! Super recomendo! Tem 3 sabores de sopa: tomate, marisco ou carne apimentada. Assim que saímos de lá descobrimos que estávamos na rua do hotel já, então subimos poucos quarteirões para ir pro hotel.

2 Dia

Acordamos por volta das 8:00, nos arrumamos e saímos, o hotel não tem café da manhã, mas oferece aquela mesa de café, chá e balas que falei ontem. Peguei um café e saímos para procurar algo para comer na rua. Achamos uma starbucks mas decidimos comprar coisas na 7 Eleven pois fizemos o tour de bike na Golden Gate.

Com indicação do grupo, reservamos a bike no Basically Free Bike Rentals pela internet para pegar o desconto de 20% (fizemos sozinhos, mas eles oferecem passeios com tours). O email de confirmação não chegou, mas liguei pra lá e eles disseram que meu nome estava no sistema. A loja funciona assim: você aluga a bike e recebe um voucher com o valor que você pagou, na volta, você passa na loja deles que fica na saída da ponte e troca por qualquer produto esportivo da loja que tenha o valor do seu voucher (se quiser uma mais caro é só pagar a diferença). Pegamos as bikes (1196 Columbus Ave) e saímos para o passeio.

Fomos para a ponte bem tranquilos, parando pelo caminho é tirando altas fotos. Quando fomos pegar a bike estava muito nublado, tempo muito fechado, mas aos poucos foi abrindo até ficar bem limpo!

O cuidado que mais tivemos que ter é com os pedestres e outros ciclistas, isso porque o povo pára do nada para tirar fotos e se você não tomar cuidado acaba batendo.

Chegando em Salsalito (tudo tem placa) deixamos a bicicleta em um bicicletário pago ($3 por bike) mas tem alguns mais à frente que são gratuitos. Gente que cidadezinha linda!!! Eu fiquei simplesmente APAIXONADA! E fomos para o Hambúrguer Salsalito. A fila estava enorme mas foi tipo produção em série, então saiu rápido o pedido. Tinha 3 mesas no restaurante mas resolvemos comer em um gramadinho que tinha em frente. Depois do lanche ficamos ali descansando.

Um pouco depois uma moça veio pedir que saíssemos pois a noite teria um show e ela precisava montar as mesas (está tendo esses shows toda sexta feira). Recolhemos tudo e fomos passear pela cidade.

As lojinhas têm coisas lindas mas tudo muito caro. Andamos um pouco e depois resolvemos voltar. Só que a fila do Ferry estava enorme! Geralmente as pessoas voltam com a bike pelo Ferry pois a volta para a ponte de bike fica em subida, então é beeeem complicada, mas decidimos voltar de bike por causa da fila enorme do Ferry e para aproveitar para ir no mirante (pois a fome era tanta que não aguentamos ir na ida).

A volta de bike é meio sinistra… porque tem que subir as ladeiras super íngremes! Estava muito trânsito de carro também, o que até deu uma ajudada, pq aí não tínhamos que nos preocupar com carros passando muito perto, pois a pista é compartilhada.

Fomos ao mirante mas chegamos lá é a ponte já estava bem coberta, mas mesmo assim foi ótimo! Amei a vista!!! O vento estava muuuuuito forte! Tão forte que tinha gente com medo de chegar perto da onde tira foto… 

Voltamos pela outra lateral da ponte e fomos para a loja de Sport Basement pra trocar nosso voucher. Chegamos lá as 19:00 e ficamos com medo de não dar tempo de devolver a bike, aí o rapaz disse que poderíamos devolver ali mesmo. Devolvemos e compramos o valor do voucher… só que depois tivemos que voltar pra cidade andando. E vou dizer que não imaginei que a gente tinha andado tanto de bicicleta! Deu 4km de caminhada até a Fisherman’s Wharf!!! Mas foi um bom passeio! Nos divertimos muito escolhendo as casas mais bonitas do caminho! E não tivemos problema algum, mesmo passando em lugares mais desertos.

3 Dia

Saímos do hotel e fomos para a Lombard Street, o hotel fica bem perto dela. Chegamos por baixo, tiramos foto e subimos. A rua é linda, toda florida… estava lotada de turistas, subindo e descendo as calçadas. Muitos carros desciam as ruas bem devagar, e vários deles paravam para que os ocupantes tirassem fotos.

Depois seguimos para o Fisherman’s Wharf. Pelo píer fomos em direção ao Píer 39. Lá também estava lotado de turistas! Mas é muito legal! Tem muitas lojas de comida, lembrancinhas, roupas, etc. tem inclusive apresentações em um palco no primeiro andar.

Bem pro final do Píer 39 tem um local para ficar vendo os leões marinhos, a dica que damos é ir para o segundo andar e ver de lá, primeiro porque a vista é melhor e segundo porque apesar de cheio, é mais vazio que o primeiro andar.

De lá fomos para o Aquarium of the Bay. Achamos uma atração legal, um aquário com túnel grande, mas não é essencial, caso você tenha pouco tempo em São Francisco.

Seguimos o Píer e, no meio do caminho provamos o Churros de Oreo, não é bom… a massa dele não é fresquinha como no Brasil… eles já deixam pronto, então não fica tão gostoso…

Seguimos para o Market Place. Lá é bem legal! Logo na entrada vimos uma loja de sorvete que estava com uma fila razoavelmente grande, então decidimos provar o sorvete da Gott’s. Estava muito bom!!! Super recomendo! Você pode pedir prova dos sabores e os atendentes são mega simpáticos!

De lá seguimos para o Distrito Financeiro pois queríamos pegar o Ponto Final do Cable Car. Então passamos pelo Centro. Lá a quantidade de mendigos aumenta consideravelmente, mas eles não mexem com você, assim como na área turística e o cheiro de maconha bem evidente. Fomos a uma Marshalls ali perto da estação mas não achamos nada muito interessante…

A saída do Cable Car é alternada, sai um da Hyde e em seguida um da Mason. Pegamos o da Hyde (é o mais legal) e amamos mesmo! O maquinista super bem humorado tocando acordes de “Missão Impossível” quando parava no sinal no sino do bondinho. A cidade estava totalmente coberta de neblina pq esfriou muito, não dava pra ver nenhum prédio mais alto e nenhuma rua muito longe, um vento surreal, mas mesmo assim amamos!!!!

4 Dia

Acordamos e saímos para o Exploratorium. Lá você pode ver como funciona muitas coisas que você usa ou já ouviu falar mas nunca conseguiu entender o funcionamento. Você pode inclusive interagir com tudo! Por exemplo: como funcionam as cores, motores, água, usar corpo como energia, coisas feitas com areia, corpo humano, olho, da inclusive para ver as etapas do desenvolvimento de um pintinho dentro do ovo (da pra ver o coração batendo), de um peixe também…. você pode mexer com plantas, ver o funcionamento de um Geiser, enfim, uma coisa que achamos que era destinado para crianças, nos divertimos de montão!

Saímos de lá direto para o passeio de barco, a ponte estava novamente encoberta (hoje não ficou limpa nenhuma hora do dia), o barco estava bem frio porque na ida estava contra o vento, mas na volta estava beeeem mais quentinho. Passamos perto de Alcatraz, mas não chegamos a fazer o passeio de lá.

Uma observação que fazemos é que, quando estávamos entrando no barco, vimos o pessoal do Rocket Boat desembarcando e tinha muita gente bem molhada, então quando forem fazer esse passeio do Rocket, venha preparado, pois está bem frio e estamos no verão ainda!

A seguir fomos para o Parque Histórico Nacional Marítimo que fica no final do Fisherman’s Wharf, lá dentro é legal, tem a história da cidade, fala sobre os mares e sobre o Píer. Se você tiver um tempinho sobrando vale a pena entrar!

Depois fomos para o bondinho, a fila estava enorme e demoramos 1:30 para entrar, mas a viagem foi ótima!!! O motorista muuuito divertido!! Ele cismou com um menino que estava pendurado, aí toda hora ele parava o bondinho para apresentar o garoto pra todo mundo na rua! Ele parava as pessoas para apresentar!

Descemos no ponto final e fomos a uma Ross que tem ali perto e achamos bastante coisas legais, muita variedade e preços ótimos (alguém tinha me falado que as Ross daqui de SF eram mais caras, não achei, vi coisas que comprei em Vegas pelo mesmo preço na Ross daqui).

Depois que saímos da Ross resolvemos ir caminhando ver as Painted Ladies (720 Steiner St, bem em frente à Alamo Square). Elas foram construídas em 1892 a 1896 e apareceram em vários filmes!! O caminho é longo, mas vcs já viram que andar não é problema pra gente… passamos bem pelo centrão da cidade mesmo. seguindo o Google Maps, ali a quantidade de mendigos aumenta consideravelmente, mas eles não mexeram com a gente momento algum.

Nesse caminho passamos pela Prefeitura que tem um prédio maravilhoso (me impressionei mais com esse prédio do que quando vi a Casa Branca) e também o Louise M Davies Symphony Hall (que é lindíssimo! Da calçada da pra ver dentro do prédio). Chegamos na Paited Ladies e tiramos varias fotos!!! De lá descemos de novo a rua para chegar no bondinho. Dessa vez fomos por trás de onde passamos, também tinha mendigos mas não mexeram com a gente… Pegamos o bondinho da Mason e descemos no ponto final que é na rua de trás do hotel que estamos.

Recomendamos

Hotel

San Remo Hotel
Endereço: 2237 Mason St, San Francisco
Tel: +1 415-776-8688
Site: https://www.sanremohotel.com/
Link no Booking

Links para a Próxima Viagem

Skyscanner – Compra de passagens mais baratas
Skyscanner – Aluguel de Carro 
Booking – Reserva de hotel
Seguros Promo  – Seguro Viagem
Viaje Conectado – Chip de cel (internacional): 10% de desconto (cupom:viagemconsciente)
Rentcars.com – Aluguel de carro

Siga-nos nas Redes Sociais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Instagram
Pinterest